top of page

Papel Machê: Uma Jornada de Reciclagem e Criatividade

Aprenda de forma rápida e descomplicada essa técnica milenar que te ajudará a reutilizar os papeis em casa, ajudando muito a diminuir a geração de residuos.

Foto: Oficina de Papel


Origem e História do Papel Machê:

O papel machê tem uma longa história que remonta à China antiga, onde os artesãos descobriram que ao misturar polpa de papel com cola, poderiam criar uma substância moldável e resistente. Essa técnica rapidamente se espalhou pelo mundo, sendo incorporada em diversas culturas ao longo dos séculos. O papel machê ganhou popularidade na Europa durante o Renascimento, tornando-se uma forma de arte expressiva e, eventualmente, evoluindo para o método que conhecemos hoje.



Importância na Reciclagem:

O papel machê desempenha um papel crucial na promoção da reciclagem criativa. Ao usar papel reciclado, como jornais velhos ou papéis descartados, podemos transformar resíduos em obras de arte. Isso não apenas reduz a quantidade de materiais descartados, mas também incentiva uma mentalidade sustentável.


Foto: Annwoodhandmade


O papel machê não apenas oferece uma plataforma expressiva para manifestar a

criatividade, mas também representa uma promissora oportunidade de geração de renda. Veja este exemplo


A versatilidade deste material permite a criação de uma ampla variedade de produtos artesanais, desde esculturas e decorações até utilitários decorativos. Empreendedores podem explorar nichos de mercado, como eventos temáticos, decorações personalizadas ou peças exclusivas, proporcionando não apenas uma fonte de renda, mas também a satisfação de transformar habilidades artísticas em uma atividade lucrativa.




Fonte: Sovets


 

Duas Receitas para colocar a mão na massa hoje ainda:


Receita 01: Massa: Papel Mache Embebido em Água


  • Ingredientes:

  • Jornais velhos ou papel utilizado, embalagens, #BrinquedosDePapel

  • Água

  • Cola branca ou goma (ver receita aqui)

  • Balde ou recipiente grande

  • Liquidificador

  • Peneira

  • Tintas não tóxicas (opcional)

  1. Rasgue o papel em pedaços pequenos e coloque no balde.

  2. Cubra o papel com água e deixe de molho por algumas horas ou durante a noite.

  3. Após o amolecimento, misture a polpa no liquidificador até obter uma consistência pastosa. Poderá também rasgar manualmente. Desta forma a massa ficará mais aspera, mas dará o mesmo resultado.

  4. Peneire a mistura para remover o excesso de água.

  5. Adicione cola branca à polpa e misture até obter uma consistência homogênea.

  6. Agora você tem uma pasta de papel machê pronta para modelar.



Receita 02: Papietagem: Papel Mache Colagem

  • Ingredientes:

  • Jornais velhos ou papel reciclado

  • Cola branca

  • Balão (para moldar)

  • Pincel

  • Tintas não tóxicas (opcional)

  1. Rasgue o papel em pedaços pequenos.

  2. Misture o papel com cola branca até obter uma consistência pegajosa.

  3. Infle um balão e coloque-o sobre um suporte resistente.

  4. Aplique a mistura de papel e cola sobre o balão, moldando conforme desejar.

  5. Deixe secar completamente antes de pintar ou decorar.


Para deixar o trabalho ainda mais criativo e divertido, segue uma receitinha de goma, feita com farinha de trigo:



Vídeo de mais um modo de fazer: Receita passo a passo


As duas técnicas transformam papel em um material versátil e rigido, podendo ser utilizado para fazer brinqeudos, utensilhos domésticos e até esculturas. Este meterial também pode ser utilizado para reparos.

Que tal transformar momentos comuns em experiências criativas e educativas junto com os pequenos?

Agora que você já sabe a importãncia desta técnica simples e divertida, pode envolver os pequenos na arte do papel machê usando embalagens e papéis rabiscados.

Você não só criará memórias preciosas, mas também fortalecerá a consciência ambiental.


Essa atividade não apenas recicla materiais do cotidiano, como embalagens e papéis usados, mas também proporciona uma abordagem prática para ensinar sobre sustentabilidade. Ao mostrar que objetos aparentemente descartáveis podem ganhar uma nova vida através da arte, você estimula o aprendizado empírico e reforça a importância da reciclagem. Além disso, a colaboração entre adultos e crianças nesse projeto promove um ambiente de aprendizado mútuo, onde todos podem contribuir com ideias e criatividade.

Assim, a simples brincadeira de fazer papel machê se transforma em uma lição valiosa sobre cuidar do meio ambiente e aproveitar a magia de criar juntos.


Sustentabilidade Brincante


O papel machê é mais do que uma técnica artística; é uma forma de expressão que conecta passado e presente. Ao escolher o papel machê como meio criativo, não apenas exploramos nossa imaginação, mas também contribuímos para um mundo mais sustentável, reciclando materiais que de outra forma seriam descartados. Portanto, da próxima vez que sentir a textura única do papel machê sob suas mãos, lembre-se da jornada fascinante que esse material empreendeu ao longo da história e do impacto positivo que você está fazendo no presente, transformando reciclagem em arte.

 

Veja mais algumas ideias incríveis para se inspirar e

ouse começar!


Foto: DIY Projects for Teens

Foto: Isabelle Kessedjian

Com a estrutura adequada, é possível fazer peças altas e encorpadas.


Foto: Kim Baise

Foto: Do You Mindi Fiknit


Foto: Pinterest


Fonte: Sophie Mouton-Perrat e Frédéric Guibrunet


Foto: Marcella Ferreira


Fonte: Pinterest


Fonte: Pinterest


Fonte: Google Imagens




Fontes: Foto: Isabelle Kessedjian 




Por fim, acompanhe este delicado processo da produção desta linda casa no natal: Aqui



bottom of page